Joy

A todas as mulheres que triunfaram diante de grandes adversidades.

Os dizeres clichês como: “O caminho para o sucesso é sempre difícil, cheio de obstáculos”  poderiam caber bem ao filme Joy-O nome de sucesso se, por ventura, o filme pudesse ser, mediocremente, descrito com tais palavras. Entretanto, descrevê-lo assim seria, assim como a trajetória da personagem principal na trama, injusto. Esta, inclusive, é baseada nos fatos da vida de Joy Morgano, que construiu seu império nos negócios após a invenção de um esfregão moderno.

O filme se passa na década de 1990; em suas primeiras cenas e desenvolvimentos, tende a mostrar como é a conturbada vida de Joy, que convive na mesma casa com a mãe, a avó, os dois filhos e com seu ex-marido que vive no porão, além do pai. A riqueza do filme, em essência, é a caracterização e a interação dos personagens que podem representar, num olhar mais aprofundado, diferentes estereótipos que estão presentes na vida. A casa vive em guerra e desordem por múltiplos motivos, e quem tem de lidar com isso tudo e ainda ter uma vida com um pingo de normalidade é a personagem principal.

A mãe, após a separação do pai de Joy, resolveu se fechar do mundo, ficando dentro de seu quarto durante todo o tempo, só assistindo às novelas da televisão. A avó parece ser a única pessoa dentro da casa que acredita no potencial dela. O pai é aquele conservador nato que vive dos negócios (que andam mal), e que sempre cobra favores da filha mesmo que não queira retribuí-los posteriormente. O ex-marido é a presença contínua de um passado que deveria ter sido esquecido e os dois filhos a esperança de uma vida saudável no futuro.

Joy, acima de tudo, é uma inventora. Entretanto, após um trauma ocorrido na sua infância, a menina parecia ter perdido todo o seu brilho e sua vontade de criar coisas para “Mostrar ao mundo todo para que todos vissem e amassem”, como ela mesma dizia. Desde pequena, ela sempre adorou inventar novas maneiras de enxergar e de lidar com o mundo, mas a experiência traumática aliada aos fatos mostrados em flashback no filme mostram como ela foi guardando para si toda a sua vontade e o seu brilho durante 17 anos.

O interessante do filme é poder notar o quanto Joy pode consertar tudo ao seu redor- desde sujeiras no chão até o encanamento da casa e a sua impossibilidade, entretanto, de consertar as pessoas, essas, sim, o ponto central e mais importante da trama.

O filme brilha por conseguir passar sua mensagem de uma maneira cômica todos os acontecimentos e mesmo assim conseguir ser dramático a todo instante, mesmo que a brilhante trilha sonora tente dizer o contrário: o maior drama, no enredo, não está na falha, mas, sim, no sucesso e as suas conseqüências e no desenrolar de novas perspectivas.

Mais do que qualquer coisa, o propósito de Joy vai muito além do que mostrar a trajetória da moça ao longo de sua vida; como as cenas de novela no início do filme mostram, uma temática paralela à jornada do sucesso emerge, que pode ser compreendida como a sociedade em que vivemos hoje: assim como Joy está presa em sua casa, as pessoas muitas vezes acabam reprimindo a si mesmas, e acabam tendo de esconder as suas verdadeiras faces do resto do mundo por múltiplas razões.

A única falha é não poder dar um tom mais completo à promessa de simbolizar todas as mulheres que triunfam diante de adversidades. Nesse sentido, o filme não demonstra de uma maneira direta essa preocupação, somente a vontade de contar a história de uma pessoa em busca de seus sonhos. Ou seja, embora a mensagem seja muito forte, a sensibilidade não foi muito bem desenvolvida, embora a história tenha sido inspiradora

Jenniffer Lawrence cumpre o seu papel de maneira excelente, seja na frente de câmeras num programa de tevê ou no papel de faz-tudo dentro de casa; Robert DeNiro traz um ar autoritário e envolvente ao pai da moça, e Bradley Cooper mostra sua seriedade como o chefe de uma filial de canal televisivo.

Joy é inspirador por mostrar como, diante de inúmeras adversidades, o sucesso pode acontecer. Mas o que mais sensibiliza o espectador é a maneira como isso é feito, seja por meio de cenas explícitas de êxito ou meras mensagens que podem ser interpretadas por aqueles que, acima de tudo, acreditam na concretização dos sonhos acima de todas as pessoas, falhas e adversidades.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s